13 de Janeiro de 2018

ESTOU MORRENDO DE TESÃO, VAMOS DAR UMA RAPIDINHA?

O sexo rápido, a rapidinha, é excelente para matar aquela vontade louca de trepar quando não se tem muito tempo disponível, ou até para apimentar a relação. O fato de o sexo acontecer rapidinho pode também torna-lo mais excitante, seja para os casais adeptos do dogging, como para aquelas que gostavam da adrenalina do risco de serem apanhados em pleno ato! Algumas dicas para vocês aproveitarem melhor desses minutinhos de calor entre o casal, para uma rapidinha, fazer sexo no carro (ruazinha escura, praça, drive-in) nas escadas do prédio, no elevador… Pode se tornar inesquecível. Na rapidinha, ninguém tem tempo de tirar toda a roupa, então dê um jeito, abaixe o que for preciso, suba outras partes, mas não tire nada. A rapidinha acontece de supetão, não importa muito o lugar. Então não espere por muito conforto nessa hora. Só cuide para que ambos não se machuquem. Quando o fizerem de pé, pode ser mais fácil se a penetração for feita por trás, caso não tenha como manter os pés […]

Veja mais
10 de Janeiro de 2018

AMO MEU MARIDO JAPONÊS – PAU PEQUENO E CORNINHO MANSO

Sou sansei, descendente de japoneses, 40 aninhos, seios médios, bumbum bonitinho, coxas não muito grossas, obediente, submissa, uma verdadeira gueixa. Sou casada com um japonês legítimo, maduro, 60 anos, liberal, obediente, corno mansinho compreensivo e incentivador. Somos do interior de São Paulo. Ele trabalha na capital e aos finais de semana ficamos juntos e nos divertimos muito na noite paulistana. Toda vez que vou a Sampa ele me presenteia com roupinhas ousadas, decotadas, minissaias curtinhas, shortinhos apertados que marcam bem a buceta. Adora que eu vista e passeie pela cidade com elas. Ele sabe que gosto muito dele, mas que não supre minhas necessidades sexuais. Não é como eu gosto. É preciso muito mais para aplacar meu fogo. O maior motivo é o pau dele que é pequeno e não me satisfaz. Fica “sambando”, folgado lá dentro e não sinto nada. Ele sabe entende e colabora – Ele me deixa cornea-lo. Em matéria de sexo é muito criativo e como falei liberal – tem tesão que eu seja hotwife, me […]

Veja mais
27 de dezembro de 2017

CASAMENTO ESTAVA MORNO – ARRUMEI UM AMANTE QUE METE GOSTOSO!

Amor, hoje vou almoçar no shopping com minha amiga Cris e depois vamos ao cinema. Quem é Cris? Você não conhece, trabalha comigo lá na empresa… Ah tá! Bom almoço e bom cinema. Após muitos anos de casamento morno, quase frio, resolvi dar um “up” e sair com o cara que dava encima de mim na empresa! Já demos uns amassos dentro do carro… Mas, nunca transamos. Me vesti bem gostosa para encontra-lo. Infelizmente não dava para ficar muito perfumada, pois a esposa dele podia desconfiar (ele é casado), porém um banho com um bom sabonete e um conjunto de lingerie sensual, bastava para me sentir linda e gostosa (estou um pouco gordinha, mas gostosa). Nos encontramos no motel. Claudio me segurou pela cintura e me beijou demoradamente na boca. Deitamos na cama, ele ainda de roupa. Minha mão passeando pelo seu corpo até encontrar aquele pau duro delicioso. Montei nele e comecei a me esfregar delicadamente contra o volume em sua calça. Ambos sorrindo enquanto brincávamos feito dois adolescentes. […]

Veja mais
13 de dezembro de 2017

A PRIMEIRA BUCETINHA AGENTE NUNCA ESQUECE – PARTE 2

Passado algum tempo eles continuavam amantes, mas como Ricardo não conseguia convencer Carla ser “nossa”, o jeito foi eu entrar em cena e dar um empurrãozinho!! Num desses “happy hours” Carla bebeu além da conta. Ricardo se ofereceu para levá-la para casa. – Imagina Ricardo não quero incomodar vocês. Pego um taxi… Prontamente respondi: – Carla aproveite a carona, não há problema, eu vim com meu carro. – De jeito algum, não quero atrapalhar vocês. Enquanto esperávamos os nossos carros Ricardo puxou Carla pela cintura e “tascou” um beijo na boca dela ali na minha frente! Carla que estava “molinha e facinha” não interrompeu o beijo. Quando terminaram ela me olhou assustada e disse: – Carol não sei o que dizer… Desculpa! Exagerei na bebida! – Tudo bem Carla… Vem comigo, eu te levo para casa. Precisamos conversar. No caminho resolvi abrir o jogo: – Carla, meu marido te adora, fala muito sobre você…Na verdade o que ele sente é muito tesão por você… Eu como boa esposa, não posso […]

Veja mais
10 de dezembro de 2017

A PRIMEIRA BUCETINHA AGENTE NUNCA ESQUECE – PARTE 1

Sou casada, vida tranquila, família margarina “papai, mamãe, filhinho, bichinhos…” Sexo bom, mas com vontade de apimentar a relação. Eu como boa cuckquean resolvi realizar uma fantasia que tenho faz tempo: Ver meu marido Ricardo comendo outra mulher. Na verdade um tesão em dobro: Meu e dele! Tempos atrás meu marido comentou sobre uma mulher que trabalhava com ele, que às vezes “dava mole” e se eu daria o meu consentimento para ele “investir”, sair com ela e quem sabe, comermos a delicinha. Ricardo aos poucos foi alimentando minha fantasia descrevendo os atributos da moça. Carla uma loira, cabelos longos e lisos, olhos verdes, 32 aninhos, 1,65 de altura, coxas grossas, pernas torneadas, bunda linda, seios médios durinhos… Além disso, era discreta e educada. O nosso “sonho de consumo” era perfeito. A parte mais complicada da nossa fantasia: Como convencer a gata loira virar namoradinha do Ricardo e Eu, Carol, participar da brincadeira. Como tenho ótima relação com os colegas dele comecei a frequentar os happy hours da empresa. O […]

Veja mais
9 de novembro de 2017

CONFESSO – QUERO VER MINHA ESPOSA DANDO PARA O MEU COMPADRE

Confesso que tinha muita vontade de ver minha esposa fodendo com meu amigo e compadre. Ele ficou viúvo fazia pouco tempo e estava muito “caidinho” precisando de carinho e buceta rsrs. Eu ficava muito excitado imaginando os dois juntos. Nunca tinha comentado essa fantasia com ninguém, nem mesmo com minha esposa. Um dia tomei coragem, estávamos meio bêbados, contei para ele a minha fantasia: Vê-lo fodendo minha mulher!  Depois que confessei a ele esse meu tesão o compadre, também amigo de longa data, ficou todo assanhado quando ia lá em casa…Ficava só observando e imaginando eu assistindo outro pau ( o dele) comendo a buceta dela, ele metendo bem forte até gozar e depois eu chupar ela todinha gozada, melando minha boca! Um dia, enquanto transavamos, falei com ela sobre esse meu tesão. No início ela disse que nunca, jamais, depois, com o passar do tempo, me disse que só toparia se fosse com outro homem, mas não com o compadre. Acho que era por causa da amizade… Ela dizia […]

Veja mais
1 de novembro de 2017

DEI PARA MEU VIZINHO GATO

Era uma noite quente, passava das 22 horas, tinha tomado banho, estava só de calcinha e camiseta, resolvi colocar o lixo no hall de serviço. Como nesse horário não circula ninguém no andar, fui como estava vestida (ou quase peladinha). Lei de Murphy – O vizinho da frente teve a mesma ideia… Morri de vergonha, ele também não sabia o que fazer, para onde olhar, mas fixou os olhos nas minhas pernas, que são bem durinhas! (Sou uma morena, corpo sarado e apesar do meu 45 aninhos e cheia de tesão e com um corpão.) Entrei rapidinho… Meu marido dormia no sofá. Confesso que aquela cena me deixou excitada… Mesmo porque meu vizinho é bem gato, mais novo, moreno alto, magro, 35 anos e já estávamos trocando olhares com ele fazia algum tempo. Uma tarde dessas estava na varanda do apartamento olhando o “movimento” da piscina quando ele chegou, como sempre fazia aos domingos, só que dessa vez sozinho… Ele olhou para cima eu o cumprimentei e ele abriu um […]

Veja mais
27 de outubro de 2017

DEI MUITO GOSTOSO PARA O MEU MÉDICO

Tenho muito tesão pelo meu Médico. Ele não é ginecologista. Uma pena adoraria as mãos dele na minha buceta! Quando vou ao consultório dele sempre marco um horário no final do dia. Além de mais tranquilo rsrs, podemos conversar mais… Ultima vez que fui lá esperei para ser atendida até o começo da noite. Tinha comprado lingerie novo, bem pequeno, provocante para ver se despertava algum tesão nele. Quanto ele abriu a porta para atender a penúltima cliente, nossos olhares se cruzaram e percebi que pararam nas minhas coxas (estava com vestido curto que mostrava quase tudo). Foi o bastante para dar asas à minha imaginação. Imaginei o Doutor me agarrando ali mesmo na sala de espera do consultório, sob os olhares de todos. Despindo-me vagarosamente, saboreando cada pedaço do meu corpo, deslizando a boca e chupando meus peitos e minha buceta! Muito molhada, escorrendo, fui ao banheiro tentar me recompor da excitação que minha imaginação havia causado. Entrei rapidamente e me masturbei em uma tentativa louca de saciar minha […]

Veja mais