5 de agosto de 2017

UMA RAPIDINHA NO ESTACIONAMENTO DO SHOPPING É UM TESÃO.

Não que eu goste de uma rapidinha, gosto de tudo completinho e com calma, mas tem hora que não resta alternativa, ai uma rapidinha no carro é um tesão. Tinha combinado com o Leo (o cara é casado ai que temos que aproveitar todas as brechas) uma bela trepada no final da tarde… Caiu uma puta chuva em Sampa que “parou” a cidade. Estava tudo alagado. O tempo passava e, por watzapp, nos falávamos pra definir se ainda “rolaria” nossa foda! Leo me respondeu que estava indo me pegar. Sendo assim, também fui para o lugar que tínhamos combinado. Chegamos quase juntos. Entrei no carro, rolou um beijo delicioso, peguei […]

Veja mais
26 de maio de 2017

ELA CHUPA ATÉ A ÚLTIMA GOTA

Escurece, a praça começa a ficar deserta… Eu e Helena adoramos “uns amassos” dentro do carro. Meu pau muito duro, latejando, um puta tesão. Ela me acaricia, desabotoa minha calça… Sinto a maciez da sua boca, sua língua úmida lambe o caldinho na ponta do meu pau. A boca percorre minha rola de cima para baixo, de baixo para cima deixando a saliva na minha pele. Sua boca abandona o pau e me beija. Ela me olha de um jeito bem sacana. Os lábios voltam a abocanhar a cabeça do meu pau… A boca dela se transforma numa boceta quente, macia e úmida. Me chupa com vontade, aperta, o engole […]

Veja mais
10 de maio de 2017

CASAL PRATICA DOGGING EM PRAÇA DE SAMPA E CONTA O QUE ROLA!

Uma noite dessas conversei pelo WhatsApp om uma leitora do sexiblog+18 e, no meio do papo, “rolou” um assunto interessante e excitante: A pratica do Dogging. Esta pratica que no Brasil é considerado crime de ato obsceno, significa a prática de sexo em locais públicos, como parques, praças, estacionamentos, geralmente com desconhecidos. O grande barato/emoção/tesão da prática é contar com a presença de voyeur ali olhando e muitas vezes participando e o risco de ser pego no flagra! O dogging começou na Inglaterra na década de 1970. É um misto de voyeurismo e swing e se baseia no prazer sexual alcançado com mais intensidade devido ao fato de desconhecidos estarem […]

Veja mais