23 de Janeiro de 2018

SEMPRE TIVE PRAZER EM FAZER SEXO ANAL

Recebi esse texto de uma leitora do SeximaginariuM: Não sei se dar o cuzinho é um defeito próprio de uma vagabunda ou uma deliciosa sodomia. O lance é que dando o cu me realizo e gozo como ninguém. E me parece, pelo menos é o que sinto, que a maioria dos homens adora a mulher que dá o cu sem frescuras. E eu dou. Ah, como dou! Dizem que algumas mulheres fazem sexo anal só para agradar seu parceiro, mas eu faço porque gosto e porque mereço. Mereço sentir um macho bem despojado e acoplado às minhas ancas. Mereço um ferro quente e grosso me rasgando o lombo. Me cobrindo feito uma égua selvagem no cio. Tive uma amiga – grande amiga inclusive – que me disse, e soou como um elogio: – Você se comportava feito uma vagabunda totalmente sem classe! Não sabia que foder e dar gostoso o cuzinho para o seu homem, e fazer o que se gosta seja imoral. Enfim, cada um, ou uma, na sua. […]

Veja mais
7 de Janeiro de 2018

VAMOS ABRIR A RODA, ENLARGUECER, POR FAVOR, ABRE A RODINHA.

Ano passado (2017) fizemos aqui no SeximaginariuM a enquete “Mulheres dar o cuzinho ou não”. Os resultados mostraram que as mulheres adeririam ao ato! E ai meninas sexo anal sim ou não: 41% já fizeram. 35% fazem sempre e adoram. Para 8% das mulheres “talvez quem sabe um dia”. 7% Fazem para agradar seus homens. 5% Fizeram e não gostaram. 5% Não farão de jeito nenhum. Dei o cuzinho a primeira vez para: Marido: 32% Namorado: 22% Pau amigo: 16% Amante: 16% Ficante: 13% Noivo: 2% Algumas leitoras deixaram suas opiniões: “Homem depois que prova um cuzinho, jamais vai deixar de querer… E mulher que tem a sorte de ter um homem que come um cuzinho direitinho, ah meu nego não deixa de dar nunca mais. Mas isso é igual a sexo oral, ou seja, é uma arte saber fazer.” “Humm cuzinho é tudo de bom na hora certa e com o cara que sabe das coisas. Eu adoro sexo anal… Claro tem que ser feito em concordância, já tive […]

Veja mais
3 de Janeiro de 2018

COMECEI 2018 ASSISTINDO MEU MARIDO “INAUGURAR” O CUZINHO DA MINHA AMIGA

O ano de 2018 começou quente! Principalmente para mim que sou uma cuckquean e boa esposa! Um casal de amigos – Claudemir e Bianca – nos convidou para passarmos o réveillon na casa de praia. Fomos nós e outro casal – Lu e o Valdir… Somos três otimas amigas e confidentes faz um bom tempo. Chegamos a Maresias na madrugada da sábado, exaustos e fomos dormir. No sábado levantamos tarde, tomamos café e, apesar do tempo nublado, fomos à praia. Bebemos muito, principalmente o Claudemir, marido da Bianca, que, apesar de espirituoso, não tem limites. Beija e agarra minha amiga o tempo todo, passa a mão na bunda dela na frente de todos e o pior, expõe a esposa e provoca: – Então Valdir, não gostaria de ter uma mulher como a Bianca? Ele meio “sem graça” respondeu: – Claro a Bianca é muito bonita, mas tem marido! A sorte é que a Lu, esposa do Valdir, tinha ido caminhar na praia senão teríamos problemas rsrs! Ela é muito ciumenta! […]

Veja mais
15 de dezembro de 2017

LEITORA CONFESSA: INICIEI MEU MARIDO NA INVERSÃO

Sou casada faz quinze anos com um homem maravilhoso, mas, no sexo, tudo era muito convencional. Eu tinha a fantasia de fazer inversão e gozava muito imaginando eu penetrando o cuzinho dele. Mas a duvida – Como faria para dizer e propor isso a ele? Li muito e conversei com algumas pessoas que postavam depoimentos sobre inversão na net. Uma delas escreveu aqui no blog dizendo que o marido era carinhoso, quente e que gostava de ser penetrado por ela! Perguntei a ela, como fazer para convencê-lo? Depois de muita conversa e varias dicas consegui! E vou contar para vocês como foi: Como já estávamos casados há muito tempo e com muita intimidade, além de fazer sexo de forma tradicional “papai-mamãe”, sensual e romântica resolvi ser mais ativa, propondo sexo em posições diferentes, gemendo mais para valoriza-lo. Pelas manhãs, como ele está mais disposto, resolvi acorda-lo fazendo uma boa chupeta, lubrificando o pau dele com cremes aromáticos. Após o oral rolava uma trepada mais gostosa… Os meses foram passando e, […]

Veja mais
26 de novembro de 2017

CONFESSO QUE DEI O C…ZINHO PARA UMA TRAVESTI

Desde menino sempre gostei de umas sacanagens com meus amigos de escola. Fazíamos troca-troca, dava o cu e comia, mas gostava mesmo era de chupar o pau deles. Isto aconteceu até minha adolescência. Casei cedo, gosto de uma buceta, mas sinto falta de uma rola. Durante o sexo com minha esposa peço para ela lamber meu cu, enfiar o dedo… Gozo muito com isso! Mês passado minha mulher foi viajar, fiquei sozinho em casa uma semana. Resolvi que ia “matar” saudades das sacanagens com os amigos… Voltando do trabalho, umas 19.00 h, resolvi passar pela av. Republica do Líbano para ver os travestis que trabalham ali na região e, quem sabe, pegar uma delas para me divertir. Passei por uma boneca loira que me chamou a atenção. Dei a volta no quarteirão e parei para falar com ela. Ao se aproximar do carro vi uma verdadeira mulher, alta, loira, de minissaia jeans, pernas lindas e uma rola pequena, mas deliciosa! Acertamos o valor do programa e fomos a um motel […]

Veja mais
23 de outubro de 2017

PRÁTICA DO SEXO ANAL ENTRE AS MENINAS…

Muito praticado entre elas, mas pouco comentado. Apesar disso, muitas lésbicas fazem ou sentem curiosidade em fazer. Sexo anal entre lésbicas ainda é um tabu. Talvez por ser mais íntimo que a penetração vaginal, ou ainda por carregar certo tom de “submissão”, herdado do sexo anal heterossexual. A prática de sexo anal entre garotas, apesar disto tudo, é bastante comum. Atrevo-me a dizer, até, que é mais fácil uma mulher permitir ter o cuzinho penetrado pelos dedos da parceira do que pelo pinto de um homem, pois o desconforto que pode acontecer durante o início da penetração é bem menor. O começo… Quando as meninas resolvem praticar sexo anal, é fundamental que estejam bem confortáveis e com muito tesão. O cuzinho não é tão elástico quanto à bucetinha e pode sofrer algumas fissuras quando a penetração não é realizada com cuidado. Lubrificação é essencial, seja com muita saliva ou com lubrificantes. Uma alternativa para aumentar a excitação, ajudar a relaxar e lubrificar ao mesmo tempo é, na hora do sexo […]

Veja mais
7 de outubro de 2017

LEITORA ENCONTRA HOMEM PARA INVERSÃO DE PAPEIS E CONTA O QUE ROLOU!

“Sou uma mulher, muito feminina, 42 anos, mas entre quatro paredes gosto de inverter os papéis. Procuro por homens discretos e que gostam de ser passivos na cama, com direito a penetração. Não procuro gays, procuro por homens que gostam desse tipo de relação, mas que em sua vida social são casados ou namoram mulheres…” LEIA AQUI!  Olá, mandei um e-mail para o SeximaginariuM procurando “homens discretos e que gostam de ser passivos na cama, com direito a penetração. Não procuro gays, procuro por homens que gostam desse tipo de relação, mas que em sua vida social são casados ou namoram mulheres.” Foram vários respostas, comentário e propostas masculinas através do Blog. Resolvi entrar em contato com um deles que atendia ao que eu procurava – Um homem casado, maduro, 50 anos, bom nível intelectual e que me pareceu sincero e firme no que desejava. Marcamos nosso primeiro encontro em um lugar público para nos conhecermos. Boa conversa e resolvemos não perder tempo e ir logo ao que interessava. Ele […]

Veja mais
10 de agosto de 2017

O GATO É FISSURADO NO SEU CUZINHO? CUIDADO!

Uma discussão no Twitter me chamou a atenção. Uma garota baiana respondeu a um cliente obcecado pela sua bundinha (linda por sinal) que – “Homem obsecado (sic) por cu pra mim é viado”. Entrei na conversa, tomei porrada da baianinha gostosa, mas minha curiosidade  pelo tema “homens fissurados em sexo anal” foi maior. Veja o que encontrei: De acordo com as conclusões obtidas pela Dra. Mary Collins Scheer, homem que gosta de entrar por trás na sua mulher (comer o cuzinho), na verdade gostaria que o vizinho estivesse lhe enrabando. “As mensagens subliminares embutidas na prática do sexo anal em relações heterossexuais” – é recheada de polêmicas. Ela discute um tabu tão antigo quanto a prática sexual. Dra. Mary afirma categoricamente que os homens que se dizem heterossexuais e “comem com frequência um cuzinho” estão em conflito com a orientação sexual deles. Para a Dra. Scheer “O ato sexual onde o homem deixa a mulher de costas para ele possui um simbolismo de negação da anatomia feminina. É uma manifestação […]

Veja mais