conto erótico

10 de Janeiro de 2018

AMO MEU MARIDO JAPONÊS – PAU PEQUENO E CORNINHO MANSO

Sou sansei, descendente de japoneses, 40 aninhos, seios médios, bumbum bonitinho, coxas não muito grossas, obediente, submissa, uma verdadeira gueixa. Sou casada com um japonês legítimo, maduro, 60 anos, liberal, obediente, corno mansinho compreensivo e incentivador. Somos do interior de São Paulo. Ele trabalha na capital e aos finais de semana ficamos juntos e nos divertimos muito na noite paulistana. Toda vez que vou a Sampa ele me presenteia com roupinhas ousadas, decotadas, minissaias curtinhas, shortinhos apertados que marcam bem a buceta. Adora que eu vista e passeie pela cidade com elas. Ele sabe que gosto muito dele, mas que não supre minhas necessidades sexuais. Não é como eu gosto. É preciso muito mais para aplacar meu fogo. O maior motivo é o pau dele que é pequeno e não me satisfaz. Fica “sambando”, folgado lá dentro e não sinto nada. Ele sabe entende e colabora – Ele me deixa cornea-lo. Em matéria de sexo é muito criativo e como falei liberal – tem tesão que eu seja hotwife, me […]

Veja mais
3 de Janeiro de 2018

COMECEI 2018 ASSISTINDO MEU MARIDO “INAUGURAR” O CUZINHO DA MINHA AMIGA

O ano de 2018 começou quente! Principalmente para mim que sou uma cuckquean e boa esposa! Um casal de amigos – Claudemir e Bianca – nos convidou para passarmos o réveillon na casa de praia. Fomos nós e outro casal – Lu e o Valdir… Somos três otimas amigas e confidentes faz um bom tempo. Chegamos a Maresias na madrugada da sábado, exaustos e fomos dormir. No sábado levantamos tarde, tomamos café e, apesar do tempo nublado, fomos à praia. Bebemos muito, principalmente o Claudemir, marido da Bianca, que, apesar de espirituoso, não tem limites. Beija e agarra minha amiga o tempo todo, passa a mão na bunda dela na frente de todos e o pior, expõe a esposa e provoca: – Então Valdir, não gostaria de ter uma mulher como a Bianca? Ele meio “sem graça” respondeu: – Claro a Bianca é muito bonita, mas tem marido! A sorte é que a Lu, esposa do Valdir, tinha ido caminhar na praia senão teríamos problemas rsrs! Ela é muito ciumenta! […]

Veja mais
27 de dezembro de 2017

CASAMENTO ESTAVA MORNO – ARRUMEI UM AMANTE QUE METE GOSTOSO!

Amor, hoje vou almoçar no shopping com minha amiga Cris e depois vamos ao cinema. Quem é Cris? Você não conhece, trabalha comigo lá na empresa… Ah tá! Bom almoço e bom cinema. Após muitos anos de casamento morno, quase frio, resolvi dar um “up” e sair com o cara que dava encima de mim na empresa! Já demos uns amassos dentro do carro… Mas, nunca transamos. Me vesti bem gostosa para encontra-lo. Infelizmente não dava para ficar muito perfumada, pois a esposa dele podia desconfiar (ele é casado), porém um banho com um bom sabonete e um conjunto de lingerie sensual, bastava para me sentir linda e gostosa (estou um pouco gordinha, mas gostosa). Nos encontramos no motel. Claudio me segurou pela cintura e me beijou demoradamente na boca. Deitamos na cama, ele ainda de roupa. Minha mão passeando pelo seu corpo até encontrar aquele pau duro delicioso. Montei nele e comecei a me esfregar delicadamente contra o volume em sua calça. Ambos sorrindo enquanto brincávamos feito dois adolescentes. […]

Veja mais
1 de dezembro de 2017

CASADA SUBMISSA CONFESSA: FOI USADA E DOMINADA PELO DOM

Sou uma mulher de 48 anos, casada há 24 anos, tenho um casal de filhos e resido na zona oeste de São Paulo. É incrível como tomamos atitudes que imaginamos jamais ter coragem… Foi exatamente isso que aconteceu comigo. Sempre gostei de ler contos eróticos, especialmente sobre submissão e dominação. Este tema sempre me excitou muito, embora nunca tivesse qualquer experiência sadomasoquista ou D/s. Tenho uma vida sexual morna com meu marido. Nada além do “papai-mamãe” bem básico e de vez em quando. Nunca tive coragem de pedir para ele realizar minhas fantasias sexuais, até porque tinha vontade de ser possuída e subjugada por outro homem. Com o passar do tempo minhas fantasias tomavam conta da minha mente. O toque dos meus dedos na buceta já não era suficiente para acalmar meu fogo. A vontade de realiza-las tornou-se ainda mais intensa depois de ler um conto “Dominando e Usando Mulheres Casadas”. Fiquei muito excitada e meladinha me imaginando no lugar das submissas casadas. O tesão de ser dominada por outro […]

Veja mais
17 de novembro de 2017

FESTINHA QUENTE A TRÊS – SEXO ANIMAL “DE QUEBRAR A CAMA”

Há cerca de três meses Eu e Marisa, minha esposa, fomos à Porto Alegre aproveitar o final de semana na capital gaúcha. Chegamos numa sexta feira à tarde e nos hospedamos em um hotel no bairro Belo Vista. À noite fomos jantar em um restaurante de comida contemporânea muito agradável, bem decorado e aconchegante. Aproveitei que teríamos um final de semana tranquilo na Cidade e liguei para Fernanda “Gauchinha” uma Garota de Programa linda e gostosa que conhecemos pela internet. Eu estava com péssimas intenções. Além de conhecê-la “ao vivo e a cores”, daria um presente para Marisa – uma noitada de muito sexo Eu, Ela e Fernanda. Uma frase da gata, que li no Facebook dela não saia da minha cabeça: “Se a parceria for boa, o sexo comigo é de quebrar a cama”. Depois de ler isso fiquei com muito tesão em poder dividir minha esposinha com a Gauchinha. Seria fantástico! Marisa ficou excitada com a ideia. Há muito Ela vinha pedindo para sairmos com outra mulher. Combinamos […]

Veja mais
19 de outubro de 2017

CASADA TRAIDA “DEU O TROCO” NO MARIDO TREPANDO COM O ESTAGIÁRIO

Sou casada faz 10 anos, tenho 42 anos, dois filhos, sempre fui muito fiel ao meu marido até descobrir que ele me traia com uma mulher bem mais nova. Fiquei muito magoada, mas sofri calada e resolvi pagar na mesma moeda – cedi às investidas de um estagiário do escritório de 22 aninhos, que me comia com os olhos e vivia me convidando para sair. Aceitei o convite e marcamos numa terça feira à noite. Inventei para o marido que tinha um evento e que terminaria tarde. Comprei um lingerie sexy, coloquei uma roupa bem provocante do tipo “hoje sou toda sua” e saímos pra beber e lógico pra trepar. Quando ele insinuou para irmos para um lugar mais “tranquilo”, topei. Saímos em busca do motel mais próximo. Sentada no banco do passageiro eu olhava para o volume da calça dele e imaginava um pau enorme, grosso do garotão. Na porta do motel tremi todinha, não sabia o que dizer já que nunca tinha feito sexo com outro homem. Acabei […]

Veja mais