15 de Janeiro de 2018

REALIZEI A FANTASIA DO MEU “VÉIO” – SER CORNEADO!

Sou uma coroa com 60 anos, casada há 35 anos e sempre fiel ao meu marido. Vontade de ter outra experiência, ter outro homem, não me faltou, mas me mantive firme! Sexo aqui em casa não é lá grande coisa, é escasso, mesmo porque, o “véio” tem dificuldade de manter o pau duro. De uns tempos para cá meu marido apareceu com uma novidade estranha: Pede para eu ter outro homem. No início achei que fosse brincadeira, mas ele confessou que era um fetiche, um tesão. Relutei muito, pois, mesmo tendo vontade, não achava certo. Meu marido sempre insistindo em realizarmos a sua fantasia, até que um dia ele vendou meus olhos e me comeu como se fosse outro homem. Eu gostei da brincadeira. Senti que o pau dele ficou durinho! Para apimentar mais ainda troquei o nome dele, chamava-o de outro qualquer. Gozavamos muito! Fizemos esse jogo varias vezes até que, numa noite, ele vendou meus olhos, me colocou de quatro, apagou a luz e, quando senti o pau […]

Veja mais
10 de Janeiro de 2018

AMO MEU MARIDO JAPONÊS – PAU PEQUENO E CORNINHO MANSO

Sou sansei, descendente de japoneses, 40 aninhos, seios médios, bumbum bonitinho, coxas não muito grossas, obediente, submissa, uma verdadeira gueixa. Sou casada com um japonês legítimo, maduro, 60 anos, liberal, obediente, corno mansinho compreensivo e incentivador. Somos do interior de São Paulo. Ele trabalha na capital e aos finais de semana ficamos juntos e nos divertimos muito na noite paulistana. Toda vez que vou a Sampa ele me presenteia com roupinhas ousadas, decotadas, minissaias curtinhas, shortinhos apertados que marcam bem a buceta. Adora que eu vista e passeie pela cidade com elas. Ele sabe que gosto muito dele, mas que não supre minhas necessidades sexuais. Não é como eu gosto. É preciso muito mais para aplacar meu fogo. O maior motivo é o pau dele que é pequeno e não me satisfaz. Fica “sambando”, folgado lá dentro e não sinto nada. Ele sabe entende e colabora – Ele me deixa cornea-lo. Em matéria de sexo é muito criativo e como falei liberal – tem tesão que eu seja hotwife, me […]

Veja mais
5 de Janeiro de 2018

GATA, VOCÊ É UMA CUCKQUEAN?

Ser cuckquean é simplesmente gostar de ver/saber que seu companheiro se relaciona com outras mulheres. A primeira coisa que a mulher cuckquean precisa desconstruir é a carga negativa dos julgamentos e das palavras proferidas pela sociedade ignorante, principalmente sobre de ser “corna”. Enquanto você continuar acatando o que os outros dizem sobre seu comportamento, e como o seu relacionamento deve ser, você nunca será feliz. Lembre-se: você não deve satisfação a ninguém sobre suas preferências e sua vida sexual. Se você se excita ao pensar no seu macho comendo outra, chupando ou sendo chupado, ou tem a fantasia ver ele com outra mulher, o primeiro passo para se aceitar e ser feliz sexualmente é admitir ser uma cuckquean. O grande problema, na verdade, consiste na grande parte dos homens (não todos!) serem grandes babacas e machistas quando o assunto é sexo, e, portanto seu maior desafio será conversar com ele sobre o assunto e fazer valer, antes de tudo, um acordo que exija respeito. Passada a fase de contestação e […]

Veja mais
18 de dezembro de 2017

AFIRA SEU “GAYDAR” E DESCUBRA SE SEU PRÍNCIPE É UMA CINDERELA

Você sabia que, em 10 “peneiradas”, pode descobrir se aquele que está em sua cama gosta mais de homens que de mulheres? As jornalistas Consuelo Dieguez e Ticiana Azevedo escreveram um guia bem-humorado e cheio de preconceitos intitulado “Cuidado! Seu príncipe pode ser Cinderella”. De acordo com as autoras objetivo do livro é auxiliar as mulheres ingênuas o seu “gaydar” (radar de gay) e descobrirem se seus namorados ou maridos são, na realidade, viados enrustidos. “Muitos gays se casam, têm filhos e passam a levar uma vida dupla pra lá de deplorável. São pessoas confusas que, sem a coragem de se assumir, ainda assim são individualistas e sem caráter a ponto de carregar uma mulher como sua refém sentimental pela vida afora. Ou pior: apenas para manter as aparências.” afirma o jornalista Gilberto Scofield, 44 anos gay bem resolvido. O livro foi escrito com base histórias verdadeiras de mulheres que achavam estar apaixonadas por um cara perfeito, sensível, elegante, vaidoso embora um pouco morno na cama. E um dia o […]

Veja mais
13 de dezembro de 2017

A PRIMEIRA BUCETINHA AGENTE NUNCA ESQUECE – PARTE 2

Passado algum tempo eles continuavam amantes, mas como Ricardo não conseguia convencer Carla ser “nossa”, o jeito foi eu entrar em cena e dar um empurrãozinho!! Num desses “happy hours” Carla bebeu além da conta. Ricardo se ofereceu para levá-la para casa. – Imagina Ricardo não quero incomodar vocês. Pego um taxi… Prontamente respondi: – Carla aproveite a carona, não há problema, eu vim com meu carro. – De jeito algum, não quero atrapalhar vocês. Enquanto esperávamos os nossos carros Ricardo puxou Carla pela cintura e “tascou” um beijo na boca dela ali na minha frente! Carla que estava “molinha e facinha” não interrompeu o beijo. Quando terminaram ela me olhou assustada e disse: – Carol não sei o que dizer… Desculpa! Exagerei na bebida! – Tudo bem Carla… Vem comigo, eu te levo para casa. Precisamos conversar. No caminho resolvi abrir o jogo: – Carla, meu marido te adora, fala muito sobre você…Na verdade o que ele sente é muito tesão por você… Eu como boa esposa, não posso […]

Veja mais
10 de dezembro de 2017

A PRIMEIRA BUCETINHA AGENTE NUNCA ESQUECE – PARTE 1

Sou casada, vida tranquila, família margarina “papai, mamãe, filhinho, bichinhos…” Sexo bom, mas com vontade de apimentar a relação. Eu como boa cuckquean resolvi realizar uma fantasia que tenho faz tempo: Ver meu marido Ricardo comendo outra mulher. Na verdade um tesão em dobro: Meu e dele! Tempos atrás meu marido comentou sobre uma mulher que trabalhava com ele, que às vezes “dava mole” e se eu daria o meu consentimento para ele “investir”, sair com ela e quem sabe, comermos a delicinha. Ricardo aos poucos foi alimentando minha fantasia descrevendo os atributos da moça. Carla uma loira, cabelos longos e lisos, olhos verdes, 32 aninhos, 1,65 de altura, coxas grossas, pernas torneadas, bunda linda, seios médios durinhos… Além disso, era discreta e educada. O nosso “sonho de consumo” era perfeito. A parte mais complicada da nossa fantasia: Como convencer a gata loira virar namoradinha do Ricardo e Eu, Carol, participar da brincadeira. Como tenho ótima relação com os colegas dele comecei a frequentar os happy hours da empresa. O […]

Veja mais
4 de dezembro de 2017

KUNYAZA – A MELHOR SIRIRICA DO MUNDO!

Uma técnica Africana de masturbação feminina desenvolvida em Ruanda, Congo, Uganda e Tanzânia promove os mais poderosos orgasmos femininos – A kunyaza. Originária dos povos Rundi da Ruanda, kunyaza tem dois significados distintos. O primeiro é fazer xixi e o segundo é a ejaculação feminina decorrente da prática. Na kunyaza, a mulher costuma expelir uma grande quantidade de líquidos vaginais, motivo pelo qual o termo deu sinônimo a “sexo molhado”. (assista ao vídeo erótico do casal praticando) A técnica é considerada uma prática tradicional da Ruanda. Numa pesquisa realizada na África Central, mulheres acima de 70 anos confirmaram que seus avós já usavam a técnica, o que significa que a prática da kunyaza tem no mínimo 150 anos. Existe o folclore local sobre a origem da técnica. Reza a lenda que uma rainha escolheu um guarda real para “meter” com ela. O cara ficou muito nervoso e broxou. Para não deixá-la na mão ele improvisou uma forma para dar prazer a majestade: Esfregou a cabeça do pau nos grandes e […]

Veja mais
9 de novembro de 2017

CONFESSO – QUERO VER MINHA ESPOSA DANDO PARA O MEU COMPADRE

Confesso que tinha muita vontade de ver minha esposa fodendo com meu amigo e compadre. Ele ficou viúvo fazia pouco tempo e estava muito “caidinho” precisando de carinho e buceta rsrs. Eu ficava muito excitado imaginando os dois juntos. Nunca tinha comentado essa fantasia com ninguém, nem mesmo com minha esposa. Um dia tomei coragem, estávamos meio bêbados, contei para ele a minha fantasia: Vê-lo fodendo minha mulher!  Depois que confessei a ele esse meu tesão o compadre, também amigo de longa data, ficou todo assanhado quando ia lá em casa…Ficava só observando e imaginando eu assistindo outro pau ( o dele) comendo a buceta dela, ele metendo bem forte até gozar e depois eu chupar ela todinha gozada, melando minha boca! Um dia, enquanto transavamos, falei com ela sobre esse meu tesão. No início ela disse que nunca, jamais, depois, com o passar do tempo, me disse que só toparia se fosse com outro homem, mas não com o compadre. Acho que era por causa da amizade… Ela dizia […]

Veja mais