2 de julho de 2018

NOVINHA LÉSBICA E VIRGEM PROCURA HOMENS QUE CURTAM INVERSÃO

Olá, Sou do Rio Grande do Norte, tenho 20 anos, morena, cabelos e olhos castanhos, 1,67 de altura, corpo uniforme, frequento academia. Apesar de ser virgem, já beijei garotos e atualmente as únicas relações que tenho são com garotas e não vão além dos amassos. Sou lésbica e tenho o fetiche de comer um homem. O que eu quero é fazer inversão de papéis – quero comer o cuzinho dele com strapon, chupar o pau, lamber as bolas e enfiar o dedo. Tenho visto diversos vídeos sobre esse tema -inversão – que está alimentando minha vontade. Fico quente e molhada imaginando eu comendo o rabinho de um macho… Mas eu não quero ser penetrada. No máximo deixo o cara chupar minha bucetinha virgem… Quero também indicação de vídeo e sites sobre o tema! Homens interessados deixem comentário aqui Obrigada desde já. Anônima Contato

Veja mais
12 de maio de 2018

GOZEI MUITO ASSISTINDO MEU MARIDO DANDO PARA A TRAVESTI

Somos casados faz doze anos. Eu tenho 38 anos e meu marido 37. Somos liberais, conversamos sobre tudo, principalmente sobre fetiches e fantasias sexuais. Uma delas era transarmos com uma travesti. Numa noite, voltando de um jantar, resolvemos passar por uma rua próxima à Marginal Tietê onde algumas travestis fazem ponto. Passamos devagar por algumas para sentirmos a receptividade. Uma delas, seminua, morena e muito bonita se insinuou exibindo o corpão e um lindo pau. Meu marido perguntou se ela topava sair com o casal. – Sim claro, adoro um ménage! Ela entrou no carro e fomos a um motel próximo dali. Durante o trajeto nos apresentamos e Brenda contou que fazia programas há pouco tempo. Ao chegarmos ao motel deixamos que Brenda tomasse a iniciativa. Ela se despiu ficando somente com uma tanga minúscula deixando à mostra seu corpo lindo, bronzeado, com marquinhas do biquíni, seios e bunda grandes, firmes e redondos. Meu marido logo se animou. Acariciou sua bunda e chupou seus seios. Assistindo aquela cena não me […]

Veja mais
11 de abril de 2018

PERDI O CABACINHO COM UM MACHO ROLUDO

Sou bem gostosinho e tenho uma bundinha bem durinha, mas nunca havia “dado” para outro homem. Conheci um cara na internet e combinamos tomar um café para nos conhecermos. Quando vi pessoalmente me deu tesão – alto, magro, com cara de malvado rsrsr. O garoto era bem decidido. Depois de meia hora de conversa, me convidou para irmos a um hotel ali próximo. Ele me pegou de surpresa! Meu coração parecia que ia sair pela boca. Topei! Logo que descemos do carro e entramos no quarto ele já veio me beijando e me pegando por trás. Chegou junto sem dó! Delícia sentir pela primeira vez o volume da rola dura na minha bundinha. Nunca tinha sentido a rola de outro homem. Ele abaixou a calca, colocou o pau para fora (enorme para os meus padrões), me puxou pelos cabelos em sua direção… Não tive escapatória e cai direto de boca naquela rola, hummmm que delícia. Fiquei de quatro olhando no espelho e chupando aquela rola. Pedi pra que enfiasse seus […]

Veja mais
18 de janeiro de 2018

FOTOS DE GIULIANA FARFALLA: A PRIMEIRA TRANS CAPA DA PLAYBOY ALEMÃ

Pela primeira vez a edição alemã da revista Playboy publicou uma modelo transgênero em sua capa. A escolhida é Giuliana Farfalla, 21, que ficou famosa no país por ter participado, em 2017, do programa de televisão “Germany Next Top Model”. O editor-chefe da revista Florian Boitin, estava pensando nela para a primeira capa de 2018: Desta forma, a revista irá levar adiante a vontade de Hugh Hefner (fundador da Revista) – “definitivamente oposta a todas as formas de exclusão e intolerância”. Giuliana é uma pessoa muito especial e, ao mesmo tempo, “exemplo maravilhoso de quão importante é a luta pelo direito à autodeterminação”. Nascida em 1996, Farfalla foi batizada com o nome de Pascal Radermacher. Depois de, segundo suas próprias palavras, ter se sentido “no corpo errado” desde criança, Farfalla tomou, aos 16 anos, a decisão de se transformar numa mulher por meio de cirurgia de redesignação sexual. Mas Giuliana não foi à primeira… Em novembro do ano passado, a edição americana da Playboy também deu destaque a uma modelo […]

Veja mais
18 de dezembro de 2017

AFIRA SEU “GAYDAR” E DESCUBRA SE SEU PRÍNCIPE É UMA CINDERELA

Você sabia que, em 10 “peneiradas”, pode descobrir se aquele que está em sua cama gosta mais de homens que de mulheres? As jornalistas Consuelo Dieguez e Ticiana Azevedo escreveram um guia bem-humorado e cheio de preconceitos intitulado “Cuidado! Seu príncipe pode ser Cinderella”. De acordo com as autoras objetivo do livro é auxiliar as mulheres ingênuas o seu “gaydar” (radar de gay) e descobrirem se seus namorados ou maridos são, na realidade, viados enrustidos. “Muitos gays se casam, têm filhos e passam a levar uma vida dupla pra lá de deplorável. São pessoas confusas que, sem a coragem de se assumir, ainda assim são individualistas e sem caráter a ponto de carregar uma mulher como sua refém sentimental pela vida afora. Ou pior: apenas para manter as aparências.” afirma o jornalista Gilberto Scofield, 44 anos gay bem resolvido. O livro foi escrito com base histórias verdadeiras de mulheres que achavam estar apaixonadas por um cara perfeito, sensível, elegante, vaidoso embora um pouco morno na cama. E um dia o […]

Veja mais
26 de novembro de 2017

CONFESSO QUE DEI O C…ZINHO PARA UMA TRAVESTI

Desde menino sempre gostei de umas sacanagens com meus amigos de escola. Fazíamos troca-troca, dava o cu e comia, mas gostava mesmo era de chupar o pau deles. Isto aconteceu até minha adolescência. Casei cedo, gosto de uma buceta, mas sinto falta de uma rola. Durante o sexo com minha esposa peço para ela lamber meu cu, enfiar o dedo… Gozo muito com isso! Mês passado minha mulher foi viajar, fiquei sozinho em casa uma semana. Resolvi que ia “matar” saudades das sacanagens com os amigos… Voltando do trabalho, umas 19.00 h, resolvi passar pela av. Republica do Líbano para ver os travestis que trabalham ali na região e, quem sabe, pegar uma delas para me divertir. Passei por uma boneca loira que me chamou a atenção. Dei a volta no quarteirão e parei para falar com ela. Ao se aproximar do carro vi uma verdadeira mulher, alta, loira, de minissaia jeans, pernas lindas e uma rola pequena, mas deliciosa! Acertamos o valor do programa e fomos a um motel […]

Veja mais
23 de outubro de 2017

PRÁTICA DO SEXO ANAL ENTRE AS MENINAS…

Muito praticado entre elas, mas pouco comentado. Apesar disso, muitas lésbicas fazem ou sentem curiosidade em fazer. Sexo anal entre lésbicas ainda é um tabu. Talvez por ser mais íntimo que a penetração vaginal, ou ainda por carregar certo tom de “submissão”, herdado do sexo anal heterossexual. A prática de sexo anal entre garotas, apesar disto tudo, é bastante comum. Atrevo-me a dizer, até, que é mais fácil uma mulher permitir ter o cuzinho penetrado pelos dedos da parceira do que pelo pinto de um homem, pois o desconforto que pode acontecer durante o início da penetração é bem menor. O começo… Quando as meninas resolvem praticar sexo anal, é fundamental que estejam bem confortáveis e com muito tesão. O cuzinho não é tão elástico quanto à bucetinha e pode sofrer algumas fissuras quando a penetração não é realizada com cuidado. Lubrificação é essencial, seja com muita saliva ou com lubrificantes. Uma alternativa para aumentar a excitação, ajudar a relaxar e lubrificar ao mesmo tempo é, na hora do sexo […]

Veja mais
14 de setembro de 2017

TUCKING – O TRUQUE TRANS PARA ESCONDER O PAU

“Esconder meus órgãos sexuais é o que menos  me preocupa. Conheço vários segredinhos das trans mais velhas que dão super certo. É o básico, a gente prende para trás, como todo garoto faz de brincadeira uma hora ou outra” LEA T. Como fazer o “TUCKING” Chama-se de “Tucking” a técnica que muitos dos transgêneros MtF utilizam para esconder o pênis e conceder à região pubiana uma aparência feminina, o chamado “capôzinho de fusca”. Obviamente, para àquelas que tem um pênis pequenino, o resultado do “Tucking” é quase perfeito, pois além de ocultá-lo, a aparência fica realmente de um órgão genital feminino. Existem várias técnicas de “Tucking”, mas uma das mais usadas é a de puxar o pênis para trás, por entre os testículos, e prendê-lo com esparadrapo de forte aderência pela pele que cobre a glande à base inferior entre glúteos. Após prender o pênis por sobre o saco e por entre os testículos, levante a pele do saco por ambas as laterais, unindo-as acima do pênis já preso para […]

Veja mais