23 de Janeiro de 2018

SEMPRE TIVE PRAZER EM FAZER SEXO ANAL

Recebi esse texto de uma leitora do SeximaginariuM: Não sei se dar o cuzinho é um defeito próprio de uma vagabunda ou uma deliciosa sodomia. O lance é que dando o cu me realizo e gozo como ninguém. E me parece, pelo menos é o que sinto, que a maioria dos homens adora a mulher que dá o cu sem frescuras. E eu dou. Ah, como dou! Dizem que algumas mulheres fazem sexo anal só para agradar seu parceiro, mas eu faço porque gosto e porque mereço. Mereço sentir um macho bem despojado e acoplado às minhas ancas. Mereço um ferro quente e grosso me rasgando o lombo. Me cobrindo feito uma égua selvagem no cio. Tive uma amiga – grande amiga inclusive – que me disse, e soou como um elogio: – Você se comportava feito uma vagabunda totalmente sem classe! Não sabia que foder e dar gostoso o cuzinho para o seu homem, e fazer o que se gosta seja imoral. Enfim, cada um, ou uma, na sua. […]

Veja mais
20 de Janeiro de 2018

SUA HOTWIFE SE EXIBE NA PRAIA?

Ver uma hotwife se exibindo na praia é sempre um tesão. Para quem assiste e para o cuckold que curte a infidelidade consentida e lhe causa muita excitação. Vamos à ação. A escolha da praia é importante. Nada de praia deserta ou de nudismo. Se for para exibir sua hotwife encontre uma praia com alguma privacidade. Muita exposição, cheia de famílias e crianças, pode dar confusão. Escolhida a praia e com sua esposa pronta, usando um micro biquíni, a brincadeira vai começar. Toda vez que chega uma mulher gostosa na praia a galera fica na expectativa da gata tirar o shortinho apertado. É a hora da verdade. O short vai descendo e a sua putinha vai revelando o rabo socado num biquíni fio dental minúsculo, a torcida comemora! Detalhe importante: A forma como se tira o short. É brochante ver sua gostosa tirando o shortinho sentada. Hotwife que se preza tira em pé e sem dobrar os joelhos. Outra forma de provoca é ajeitar a canga que vive cheia de […]

Veja mais
13 de Janeiro de 2018

ESTOU MORRENDO DE TESÃO, VAMOS DAR UMA RAPIDINHA?

O sexo rápido, a rapidinha, é excelente para matar aquela vontade louca de trepar quando não se tem muito tempo disponível, ou até para apimentar a relação. O fato de o sexo acontecer rapidinho pode também torna-lo mais excitante, seja para os casais adeptos do dogging, como para aquelas que gostavam da adrenalina do risco de serem apanhados em pleno ato! Algumas dicas para vocês aproveitarem melhor desses minutinhos de calor entre o casal, para uma rapidinha, fazer sexo no carro (ruazinha escura, praça, drive-in) nas escadas do prédio, no elevador… Pode se tornar inesquecível. Na rapidinha, ninguém tem tempo de tirar toda a roupa, então dê um jeito, abaixe o que for preciso, suba outras partes, mas não tire nada. A rapidinha acontece de supetão, não importa muito o lugar. Então não espere por muito conforto nessa hora. Só cuide para que ambos não se machuquem. Quando o fizerem de pé, pode ser mais fácil se a penetração for feita por trás, caso não tenha como manter os pés […]

Veja mais
10 de Janeiro de 2018

AMO MEU MARIDO JAPONÊS – PAU PEQUENO E CORNINHO MANSO

Sou sansei, descendente de japoneses, 40 aninhos, seios médios, bumbum bonitinho, coxas não muito grossas, obediente, submissa, uma verdadeira gueixa. Sou casada com um japonês legítimo, maduro, 60 anos, liberal, obediente, corno mansinho compreensivo e incentivador. Somos do interior de São Paulo. Ele trabalha na capital e aos finais de semana ficamos juntos e nos divertimos muito na noite paulistana. Toda vez que vou a Sampa ele me presenteia com roupinhas ousadas, decotadas, minissaias curtinhas, shortinhos apertados que marcam bem a buceta. Adora que eu vista e passeie pela cidade com elas. Ele sabe que gosto muito dele, mas que não supre minhas necessidades sexuais. Não é como eu gosto. É preciso muito mais para aplacar meu fogo. O maior motivo é o pau dele que é pequeno e não me satisfaz. Fica “sambando”, folgado lá dentro e não sinto nada. Ele sabe entende e colabora – Ele me deixa cornea-lo. Em matéria de sexo é muito criativo e como falei liberal – tem tesão que eu seja hotwife, me […]

Veja mais
7 de Janeiro de 2018

VAMOS ABRIR A RODA, ENLARGUECER, POR FAVOR, ABRE A RODINHA.

Ano passado (2017) fizemos aqui no SeximaginariuM a enquete “Mulheres dar o cuzinho ou não”. Os resultados mostraram que as mulheres adeririam ao ato! E ai meninas sexo anal sim ou não: 41% já fizeram. 35% fazem sempre e adoram. Para 8% das mulheres “talvez quem sabe um dia”. 7% Fazem para agradar seus homens. 5% Fizeram e não gostaram. 5% Não farão de jeito nenhum. Dei o cuzinho a primeira vez para: Marido: 32% Namorado: 22% Pau amigo: 16% Amante: 16% Ficante: 13% Noivo: 2% Algumas leitoras deixaram suas opiniões: “Homem depois que prova um cuzinho, jamais vai deixar de querer… E mulher que tem a sorte de ter um homem que come um cuzinho direitinho, ah meu nego não deixa de dar nunca mais. Mas isso é igual a sexo oral, ou seja, é uma arte saber fazer.” “Humm cuzinho é tudo de bom na hora certa e com o cara que sabe das coisas. Eu adoro sexo anal… Claro tem que ser feito em concordância, já tive […]

Veja mais
5 de Janeiro de 2018

GATA, VOCÊ É UMA CUCKQUEAN?

Ser cuckquean é simplesmente gostar de ver/saber que seu companheiro se relaciona com outras mulheres. A primeira coisa que a mulher cuckquean precisa desconstruir é a carga negativa dos julgamentos e das palavras proferidas pela sociedade ignorante, principalmente sobre de ser “corna”. Enquanto você continuar acatando o que os outros dizem sobre seu comportamento, e como o seu relacionamento deve ser, você nunca será feliz. Lembre-se: você não deve satisfação a ninguém sobre suas preferências e sua vida sexual. Se você se excita ao pensar no seu macho comendo outra, chupando ou sendo chupado, ou tem a fantasia ver ele com outra mulher, o primeiro passo para se aceitar e ser feliz sexualmente é admitir ser uma cuckquean. O grande problema, na verdade, consiste na grande parte dos homens (não todos!) serem grandes babacas e machistas quando o assunto é sexo, e, portanto seu maior desafio será conversar com ele sobre o assunto e fazer valer, antes de tudo, um acordo que exija respeito. Passada a fase de contestação e […]

Veja mais
13 de dezembro de 2017

A PRIMEIRA BUCETINHA AGENTE NUNCA ESQUECE – PARTE 2

Passado algum tempo eles continuavam amantes, mas como Ricardo não conseguia convencer Carla ser “nossa”, o jeito foi eu entrar em cena e dar um empurrãozinho!! Num desses “happy hours” Carla bebeu além da conta. Ricardo se ofereceu para levá-la para casa. – Imagina Ricardo não quero incomodar vocês. Pego um taxi… Prontamente respondi: – Carla aproveite a carona, não há problema, eu vim com meu carro. – De jeito algum, não quero atrapalhar vocês. Enquanto esperávamos os nossos carros Ricardo puxou Carla pela cintura e “tascou” um beijo na boca dela ali na minha frente! Carla que estava “molinha e facinha” não interrompeu o beijo. Quando terminaram ela me olhou assustada e disse: – Carol não sei o que dizer… Desculpa! Exagerei na bebida! – Tudo bem Carla… Vem comigo, eu te levo para casa. Precisamos conversar. No caminho resolvi abrir o jogo: – Carla, meu marido te adora, fala muito sobre você…Na verdade o que ele sente é muito tesão por você… Eu como boa esposa, não posso […]

Veja mais
9 de dezembro de 2017

CUCKOLD UM ESTILO DE VIDA QUE DÁ MUITO PRAZER!

Já faz algum tempo que o leitores do SeximaginariuM veem curtido as postagens do tema cuckold, com inúmeros comentários. Alguns confessam terem muito tesão de serem cuckold (maridos, esposas e comedores) outros que já são adeptos à pratica ou querem iniciar! Mas o que é cuckold? O termo inglês cuckold vem do inglês cuckoo e faz referência à ave enganada pelo cuco, incuba seus ovos e criar seus filhotes. Na verdade é uma prática no qual o marido permite que sua esposa transe com outro homem (amante comedor) na sua frente ou não, mas com seu consentimento. Os praticantes do cuckold (marido, esposa e comedor) contam que a mulher atinge alto nível de excitação e prazer ao transar com um estranho com consentimento do marido. E claro, o marido também se excita muito ao ver sua esposa tendo prazer com outro homem. O prazer da pratica cuckold está na submissão, voyeurismo e humilhação da “perda” da mulher para o homem mais viril, no caso o amante comedor. O cuckold por […]

Veja mais