Contos Eróticos

15 de dezembro de 2017

LEITORA CONFESSA: INICIEI MEU MARIDO NA INVERSÃO

Sou casada faz quinze anos com um homem maravilhoso, mas, no sexo, tudo era muito convencional. Eu tinha a fantasia de fazer inversão e gozava muito imaginando eu penetrando o cuzinho dele. Mas a duvida – Como faria para dizer e propor isso a ele? Li muito e conversei com algumas pessoas que postavam depoimentos sobre inversão na net. Uma delas escreveu aqui no blog dizendo que o marido era carinhoso, quente e que gostava de ser penetrado por ela! Perguntei a ela, como fazer para convencê-lo? Depois de muita conversa e varias dicas consegui! E vou contar para vocês como foi: Como já estávamos casados há muito tempo e com muita intimidade, além de fazer sexo de forma tradicional “papai-mamãe”, sensual e romântica resolvi ser mais ativa, propondo sexo em posições diferentes, gemendo mais para valoriza-lo. Pelas manhãs, como ele está mais disposto, resolvi acorda-lo fazendo uma boa chupeta, lubrificando o pau dele com cremes aromáticos. Após o oral rolava uma trepada mais gostosa… Os meses foram passando e, […]

Veja mais
13 de dezembro de 2017

A PRIMEIRA BUCETINHA AGENTE NUNCA ESQUECE – PARTE 2

Passado algum tempo eles continuavam amantes, mas como Ricardo não conseguia convencer Carla ser “nossa”, o jeito foi eu entrar em cena e dar um empurrãozinho!! Num desses “happy hours” Carla bebeu além da conta. Ricardo se ofereceu para levá-la para casa. – Imagina Ricardo não quero incomodar vocês. Pego um taxi… Prontamente respondi: – Carla aproveite a carona, não há problema, eu vim com meu carro. – De jeito algum, não quero atrapalhar vocês. Enquanto esperávamos os nossos carros Ricardo puxou Carla pela cintura e “tascou” um beijo na boca dela ali na minha frente! Carla que estava “molinha e facinha” não interrompeu o beijo. Quando terminaram ela me olhou assustada e disse: – Carol não sei o que dizer… Desculpa! Exagerei na bebida! – Tudo bem Carla… Vem comigo, eu te levo para casa. Precisamos conversar. No caminho resolvi abrir o jogo: – Carla, meu marido te adora, fala muito sobre você…Na verdade o que ele sente é muito tesão por você… Eu como boa esposa, não posso […]

Veja mais
10 de dezembro de 2017

A PRIMEIRA BUCETINHA AGENTE NUNCA ESQUECE – PARTE 1

Sou casada, vida tranquila, família margarina “papai, mamãe, filhinho, bichinhos…” Sexo bom, mas com vontade de apimentar a relação. Eu como boa cuckquean resolvi realizar uma fantasia que tenho faz tempo: Ver meu marido Ricardo comendo outra mulher. Na verdade um tesão em dobro: Meu e dele! Tempos atrás meu marido comentou sobre uma mulher que trabalhava com ele, que às vezes “dava mole” e se eu daria o meu consentimento para ele “investir”, sair com ela e quem sabe, comermos a delicinha. Ricardo aos poucos foi alimentando minha fantasia descrevendo os atributos da moça. Carla uma loira, cabelos longos e lisos, olhos verdes, 32 aninhos, 1,65 de altura, coxas grossas, pernas torneadas, bunda linda, seios médios durinhos… Além disso, era discreta e educada. O nosso “sonho de consumo” era perfeito. A parte mais complicada da nossa fantasia: Como convencer a gata loira virar namoradinha do Ricardo e Eu, Carol, participar da brincadeira. Como tenho ótima relação com os colegas dele comecei a frequentar os happy hours da empresa. O […]

Veja mais
6 de dezembro de 2017

PUNHETA

Ela olhava fixamente para o meu pau. Seus olhos brilhavam. Eu batia uma punheta, pau duro mostrando a cabeça rosada. Ela sorria de desejo e vontade. Chegava bem perto e eu enfiava a rola na boca dela. Fodia sua boca com meu pau. Enfiava com vontade segurando pela base batendo com ele na sua cara seu. Ela gemia de tesão. Ela chupava meu saco querendo enfia-lo todo na boca.  Ajoelhou na minha frente enquanto eu batia uma punheta bem perto do seu rosto. O tesão só aumentava. A vontade de gozar na sua cara dela também. Seus olhos imploravam. Sua boca salivava. Coloquei o pau novamente entre seus lábios. Ela babou deixando escorrer a saliva. Chupada molhada e macia do jeito que sempre sonhei. Meu corpo se arrepiaria. Tiro o pau da sua boca e surro mais um pouco no seu rosto. Gozei. Porra para todo lado. Ela engoliu meu pau inteiro, não querendo desperdiçar e ao mesmo tempo querendo sentir-se lambuzada pela porra. Alisei seu rosto lambuzado, limpei com […]

Veja mais
26 de novembro de 2017

CONFESSO QUE DEI O C…ZINHO PARA UMA TRAVESTI

Desde menino sempre gostei de umas sacanagens com meus amigos de escola. Fazíamos troca-troca, dava o cu e comia, mas gostava mesmo era de chupar o pau deles. Isto aconteceu até minha adolescência. Casei cedo, gosto de uma buceta, mas sinto falta de uma rola. Durante o sexo com minha esposa peço para ela lamber meu cu, enfiar o dedo… Gozo muito com isso! Mês passado minha mulher foi viajar, fiquei sozinho em casa uma semana. Resolvi que ia “matar” saudades das sacanagens com os amigos… Voltando do trabalho, umas 19.00 h, resolvi passar pela av. Republica do Líbano para ver os travestis que trabalham ali na região e, quem sabe, pegar uma delas para me divertir. Passei por uma boneca loira que me chamou a atenção. Dei a volta no quarteirão e parei para falar com ela. Ao se aproximar do carro vi uma verdadeira mulher, alta, loira, de minissaia jeans, pernas lindas e uma rola pequena, mas deliciosa! Acertamos o valor do programa e fomos a um motel […]

Veja mais
9 de novembro de 2017

CONFESSO – QUERO VER MINHA ESPOSA DANDO PARA O MEU COMPADRE

Confesso que tinha muita vontade de ver minha esposa fodendo com meu amigo e compadre. Ele ficou viúvo fazia pouco tempo e estava muito “caidinho” precisando de carinho e buceta rsrs. Eu ficava muito excitado imaginando os dois juntos. Nunca tinha comentado essa fantasia com ninguém, nem mesmo com minha esposa. Um dia tomei coragem, estávamos meio bêbados, contei para ele a minha fantasia: Vê-lo fodendo minha mulher!  Depois que confessei a ele esse meu tesão o compadre, também amigo de longa data, ficou todo assanhado quando ia lá em casa…Ficava só observando e imaginando eu assistindo outro pau ( o dele) comendo a buceta dela, ele metendo bem forte até gozar e depois eu chupar ela todinha gozada, melando minha boca! Um dia, enquanto transavamos, falei com ela sobre esse meu tesão. No início ela disse que nunca, jamais, depois, com o passar do tempo, me disse que só toparia se fosse com outro homem, mas não com o compadre. Acho que era por causa da amizade… Ela dizia […]

Veja mais
1 de novembro de 2017

DEI PARA MEU VIZINHO GATO

Era uma noite quente, passava das 22 horas, tinha tomado banho, estava só de calcinha e camiseta, resolvi colocar o lixo no hall de serviço. Como nesse horário não circula ninguém no andar, fui como estava vestida (ou quase peladinha). Lei de Murphy – O vizinho da frente teve a mesma ideia… Morri de vergonha, ele também não sabia o que fazer, para onde olhar, mas fixou os olhos nas minhas pernas, que são bem durinhas! (Sou uma morena, corpo sarado e apesar do meu 45 aninhos e cheia de tesão e com um corpão.) Entrei rapidinho… Meu marido dormia no sofá. Confesso que aquela cena me deixou excitada… Mesmo porque meu vizinho é bem gato, mais novo, moreno alto, magro, 35 anos e já estávamos trocando olhares com ele fazia algum tempo. Uma tarde dessas estava na varanda do apartamento olhando o “movimento” da piscina quando ele chegou, como sempre fazia aos domingos, só que dessa vez sozinho… Ele olhou para cima eu o cumprimentei e ele abriu um […]

Veja mais
19 de outubro de 2017

CASADA TRAIDA “DEU O TROCO” NO MARIDO TREPANDO COM O ESTAGIÁRIO

Sou casada faz 10 anos, tenho 42 anos, dois filhos, sempre fui muito fiel ao meu marido até descobrir que ele me traia com uma mulher bem mais nova. Fiquei muito magoada, mas sofri calada e resolvi pagar na mesma moeda – cedi às investidas de um estagiário do escritório de 22 aninhos, que me comia com os olhos e vivia me convidando para sair. Aceitei o convite e marcamos numa terça feira à noite. Inventei para o marido que tinha um evento e que terminaria tarde. Comprei um lingerie sexy, coloquei uma roupa bem provocante do tipo “hoje sou toda sua” e saímos pra beber e lógico pra trepar. Quando ele insinuou para irmos para um lugar mais “tranquilo”, topei. Saímos em busca do motel mais próximo. Sentada no banco do passageiro eu olhava para o volume da calça dele e imaginava um pau enorme, grosso do garotão. Na porta do motel tremi todinha, não sabia o que dizer já que nunca tinha feito sexo com outro homem. Acabei […]

Veja mais