CASAL CONTA COMO O EXIBICIONISMO APIMENTOU O RELACIONAMENTO

TRAI MEU MARIDO: VOLTEI PARA CASA COM MEU CUZINHO ARROMBADO
14 de novembro de 2018
ME DESCOBRI CORNO DENTRO DA MINHA CASA
22 de novembro de 2018
Show all

CASAL CONTA COMO O EXIBICIONISMO APIMENTOU O RELACIONAMENTO

Como a maioria dos casais, após 15 anos de relacionamento o tesão diminui e o sexo fica monótono.
Em uma noite de sexta-feira convidei minha esposa para beber e dançar em algum lugar. Foi especial simplesmente por termos saído da rotina. Bebemos, dançamos e fomos para um motel. A simples mudança de comportamento nos estimulou e foi uma das melhores noites de sexo que tivemos.
Como o que move o sexo são as fantasias, resolvemos sair todos os finais de semana e cada vez ficávamos mais ousados.
Em um sábado, disse para minha esposa:
– Gostaria muito de vê-la sair sem calcinha e irmos a um lugar público.
Ela aceitou minha proposta colocando uma saia um pouco acima dos joelhos e o melhor, dispensou a calcinha.
Chegando no bar, sentamos em uma mesa e tomamos algumas bebidas e começamos a nos beijar. A situação nos deixou muito excitados. A sensação de estarmos rodeados de pessoas e saber que minha esposa estava sem nada por baixo, sem calcinha, me deixava louco de tesão.
As vezes passava a mão na buceta dela molhada e ela pegava no meu pau duro.
Pedi para ela sentar e deixar as pernas mais expostas… Chamei o garçom para mais uma bebida. Quando ele se aproximava em direção a mesa minha esposa puxou a saia para cima. Ele teve uma boa visão de suas pernas e acho que da buceta. O cara não tirava os olhos entre as pernas dela! O fato de eu saber que ela estava sem calcinha e ser visto tudo ser por desconhecido me deixou louco.
Então resolvi ser mais ousado e coloquei uma das pernas dela sobre a minha, deixando um ângulo bem favorável para quando o garçom voltasse com a bebida. Ela reagiu:
– Você está louco??
– Sim. Louco de tesão pela situação.
Reclamou, mas cedeu – Colocou uma das pernas em cima da minha e um pouco virada para o lado que o garçom chegaria. Coloquei a mão na buceta dela e estava melada e escorrendo. Sem que percebêssemos o garçom chegou com a bebida e ficou parado em pé na nossa frente com os olhos grudados no vão das pernas dela, em dúvida se era uma calcinha preta ou os pelos negros da buceta.
O garçom, acendeu um pequeno farolete que servia para conferir a conta e o troco dos clientes. Com isso o desconhecido tirou a dúvida, pois tinha a visão completa da boceta da minha esposa. Quando o garçom foi embora ela me xingou, mas dava para sentir sua respiração forte e o corpo tenso, e muito excitada. Eu estava pra lá de tesudo com tudo aquilo, e não via a hora de pedir a conta e ir meter.
Quando a conta chegou, o safado do garçom acendeu novamente a lanterninha para que eu conferisse as despesas, mas ele focava mais as pernas de minha esposa do que a mesa.
Saímos de lá e fomos transar. Foi mais uma noite de muito sexo e fantasias.
O exibicionismo passou a fazer parte da nossa vida sexual. Eu sempre fazia coisas para provoca-la: No posto de gasolina para o frentista babar vendo suas calcinhas, no pedágio onde o cobrador fica em posição privilegiada, colar ao lado de caminhões quando viajamos a sós e os motoristas ficam doidos e muitas outras brincadeiras.
Alguém tem uma experiencia exibicionista para contar?

Leo
Leo

1 Comment

  1. MIGUEL disse:

    GOSTO MUITO, JÁ EXIBI MINHA MULHER PR O GARÇON DO MOTEL NUAZINHA, FOI DELICIOSO, FOMOS A PRAIA DE NUDISMO, ELA ADORA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.