TRAI MEU MARIDO: VOLTEI PARA CASA COM MEU CUZINHO ARROMBADO

MEU PRIMEIRO GANG BANG – CINCO MACHOS E UM CASAL
11 de novembro de 2018
CASAL CONTA COMO O EXIBICIONISMO APIMENTOU O RELACIONAMENTO
17 de novembro de 2018
Show all

TRAI MEU MARIDO: VOLTEI PARA CASA COM MEU CUZINHO ARROMBADO

Meu nome é Margareth, tenho 45 anos, sou casada dois filhos. Gosto de aventuras extraconjugais (meu marido nem desconfia), mas nos últimos meses, apesar do tesão e da adrenalina que um casinho dá, estava tranquila sem me envolver com outro homem.
No feriado um casal de amigos nos convidou para passarmos final de semana na casa deles na praia. Meu marido, médico, não pode ir pois no fim de semana ficaria de plantão, mas fez questão que eu fosse.
Chegamos na praia no final da manhã. Na casa ao lado tinham alguns rapazes tomando cervejas, ouvindo músicas, à beira da piscina. Coloquei meu biquíni e fui tomar sol. Quando fui me refrescar na ducha ouvi alguém comentar:
– Cara olha que coroa gostosa!
O outro respondeu: – Nossa! Olha a bunda dessa mulher.
Olhei para eles, dois lindos garotos, de sunga… Fingi que não era comigo. Quando perceberam que eu podia ter ouvido, se calaram.
Fechei o chuveiro e fui almoçar. A noite não conseguia parar de pensar na sunga de um deles que marcava um pau grosso e grande, um destruidor de cu e buceta!
No dia seguinte um dos garotos se aproximou da mureta que dividia as casas e se apresentou:
Olá, sou o Eduardo, mas pode me chamar de Dudu.
Reconheci o cara: aquele da sunga que tinha feito o comentário. Era alto, forte, aparentava uns 35 anos:
– Desculpe-me pelo comentário de ontem, mas você é muito linda e tem um corpão… Posso te fazer uma pergunta?
– Claro.
-Você é casada?
– Sou sim, mas meu marido não veio.
– Bem, ia te falar outra coisa, mas melhor não rsrs
– Pode falar, fiquei curiosa e se tu não falar amanhã não estarei mais aqui.
– Você é muito gostosa, tem uma bunda linda… fiquei louco de tesão quando te vi na ducha.
– Ah foi você quem fez o comentário?
-Sim foi. Não gostou?
– Claro que gostei. Cadê seus amigos?
– Foram para cidade. Vão demorar a voltar. Você não quer vir para cá tomar uma cerveja comigo?
Entramos na casa e fomos à sala de jogos. Ele me deu a cerveja e me beijou na boca… Sem muita cerimônia foi passando as mãos pelas minhas costas até chegar na bunda. Desamarrou o laço do biquíni e começou a chupar meus seios, sugando com força e dando mordidinhas nos biquinhos. Me deitou na mesa de bilhar e meteu a língua na minha buceta super molhada. Tirava o meu melzinho com a língua e espalhava no meu cuzinho, que tesão!
Tirei a sunga dele e chupei o pau, grande e duro, a cabeça meladinha mal cabia na minha boca. Depois de um tempo dando uma bela mamada naquele cacete, ele se levantou, foi até a cozinha pegou margarina e passou na pica. Percebi sua intenção e fiquei com medo. Meu marido comia meu cuzinho, mas o pinto dele era pequeno e fino. Do Edu era umas três vezes maior e mais grosso.
Fiquei de quatro. Eu estava com muito tesão. O garotão passou margarina no cuzinho e começou a esfregar a rola bem devagar no meio da minha bunda. De repente Dudu segurou minha cintura e colocou a cabeçorra na porta do meu cuzinho. Estremeci. Ele forçando aquele pauzão duro até a cabeça do pau entrar. Soltei um gemido e um urro. Doeu um pouco, mas o tesão era maior:
– Cuzão gostoso, maravilhoso, vou meter toda minha rola nele e te foder bem gostoso.
Fiquei ali de quatro uns 10 minutos recebendo aquele cacete, ele tirava, batia na minha bunda, colocava de novo e fodia com força. Tirou o pau, passou mais margarina no pau, no meu cuzinho me colocou de frente, enfiou dois dedos e meteu o pau que entrou facinho, sem muita resistência. Meu cu já tinha acostumado, começou devagar e de repente acelerou o vai e vem, eu batia uma siririca bem gostosa e gozei como uma louca.
Ele dizia:
– Minha putinha do rabo gostoso, agora tu vais ver… Vou inundar teu cu de porra.
Coloquei a mão pra saber o tanto que tinha entrado e eu estava quase toda atolada naquele cacete, tirava e colocava sua vara no meu cu que devia estar arrombado.
– Vou gozar
E encheu meu cu de porra. Que delícia, tirou da minha bunda e pediu pra eu abrir a boca e saia jatos do seu cacete, enchendo a minha boca de porra me fazendo engolir, nunca vi tanto gozo sair de um cacete.
Eu disse: – foi muito gostoso, jamais pensei que iria aguentar teu cacete no meu cuzinho.
Fui até ao banheiro tomei um banho rápido, vesti meu biquíni e voltei para casa. Minha amiga perguntou onde eu estava… Disse que tinha ido caminhar. Rsss
Nos despedimos e fui embora para casa, com cu esfolado e arrombado.
Meu marido perguntou como tinha sido.
– Cansativo meu amor, muito cansativo, mas aproveitei muito!

Leo
Leo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.