VAMOS ABRIR A RODA, ENLARGUECER, POR FAVOR, ABRE A RODINHA.

GATA, VOCÊ É UMA CUCKQUEAN?
5 de janeiro de 2018
AMO MEU MARIDO JAPONÊS – PAU PEQUENO E CORNINHO MANSO
10 de janeiro de 2018
Show all

VAMOS ABRIR A RODA, ENLARGUECER, POR FAVOR, ABRE A RODINHA.

Ano passado (2017) fizemos aqui no SeximaginariuM a enquete “Mulheres dar o cuzinho ou não”. Os resultados mostraram que as mulheres adeririam ao ato!
E ai meninas sexo anal sim ou não:
41% já fizeram.
35% fazem sempre e adoram.
Para 8% das mulheres “talvez quem sabe um dia”.
7% Fazem para agradar seus homens.
5% Fizeram e não gostaram.
5% Não farão de jeito nenhum.

Dei o cuzinho a primeira vez para:
Marido: 32%
Namorado: 22%
Pau amigo: 16%
Amante: 16%
Ficante: 13%
Noivo: 2%

Algumas leitoras deixaram suas opiniões:

“Homem depois que prova um cuzinho, jamais vai deixar de querer… E mulher que tem a sorte de ter um homem que come um cuzinho direitinho, ah meu nego não deixa de dar nunca mais. Mas isso é igual a sexo oral, ou seja, é uma arte saber fazer.”

“Humm cuzinho é tudo de bom na hora certa e com o cara que sabe das coisas. Eu adoro sexo anal… Claro tem que ser feito em concordância, já tive homens que disseram que não curtiam… O prazer é algo individual (o que me da prazer pode não dar prazer ao parceiro) físico e psicológico, no meu caso me sinto protegida dominada e satisfazendo meu homem não sinto dor, somente uma aflição deliciosa que me faz delirar e gozar muito gostoso… E quando minhas amigas perguntam eu não minto e digo”.
Amo sexo anal BeijuCUs!

O tema “Sexo Anal” também foi tema do programa Altas Horas. Simone da dupla sertaneja Simone e Simara resolveu abrir o jogo e perguntar:
– Muitas pessoas querem saber. Tem alguma forma que facilite a gente “dar a roda”?
A sexóloga Laura Müller constrangida perguntou: “Como é que é?” E após alguns segundos respondeu: – Tem sim.
– Mentira! Colega, me passa em nome de Jesus pra ver se agrado em casa mais um pouco, pediu Simone.
– Tem técnica para o sexo anal. Uma delas é que a penetração tem que acontecer na hora em que a excitação esteja em alta. A ideia é não começar logo de cara nessa prática. Então, é preciso aquecer bastante, ter muitas preliminares para então fazer a prática anal, explicou Laura Muller.
– Aí vem o sufoco depois, rebateu Simone, levando o público às gargalhadas.
No Programa do Bial o tema “dar a roda” voltou à pauta:
– Ô Bial, quem quiser dar a roda é um sofrimento desgraçado, pode ter a vaselina que for, confessou Simone. Então, o apresentador do “Conversa com Bial” resolveu passar as dicas do livro “A Casa dos Budas Ditosos”, obra célebre de João Ubaldo Ribeiro explorou o sexo anal de forma simples e direta.
Primeira coisa: No começo, na iniciação, por assim dizer, tem que ser de quatro, requisito absoluto para a grande maioria.
Segunda coisa: Tem que dizer a ele que venha devagar. Ou, melhor ainda, dizer a ele que espere a gente ir chegando de ré devagar, sempre devagar.
Terceira e mais importante de todas: Relaxar, relaxar, mas relaxar de verdade, soltar os músculos, esperar de braços abertos, digamos.
Dar o cuzinho é sempre um bom e tesudo tema! Contem para nós suas experiências para publicarmos no SeximaginariuM!

Leo
Leo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.