VOCÊ TROCARIA UMA MULHER POR UMA LOVE DOLL?

CONFESSO QUE DEI O C…ZINHO PARA UMA TRAVESTI
26 de novembro de 2017
CASADA SUBMISSA CONFESSA: FOI USADA E DOMINADA PELO DOM
1 de dezembro de 2017
Show all

VOCÊ TROCARIA UMA MULHER POR UMA LOVE DOLL?

Substituir uma mulher de verdade por uma boneca de silicone, quase uma Barbie em tamanho real, há quem ache esse fetiche bizarro e você? Pois saiba que no Japão e nos Estados Unidos as “love dolls” estão conquistando fãs e substituindo as velhas e sem graça bonecas infláveis.
Essas bonecas perfeitas são a encarnação moderna das velhas bonecas infláveis. No Japão, o negócio cresceu tanto que até uma revista especializada no tema circula pelo país. Numa dessas publicações, uma reportagem diz que além das vendas crescentes das “love dolls”, inovações incluem aluguel de quartos e serviços de ‘acompanhantes’, para aqueles que querem transar com as bonecas.
Nos Estados Unidos, a empresa Real Doll vende as bonecas de silicone por cerca de US$ 6.500. A textura e as formas do corpo das bonecas são desenvolvidas para dar a sensação mais realista possível. No site da empresa o “consumidor” é alertado que durante o ato sexual com a boneca, um vácuo é formado dentro dela proporcionando uma deliciosa sucção. Esse efeito é mais intenso durante o sexo oral, mas pode ser sentido também na penetração vaginal e anal.


Alguns tarados por love dolls dizem que não saberiam se relacionar com mulheres reais e que a boneca realmente completa suas vidas. Um deles afirma que “A boneca fica 99% do tempo dentro do meu quarto e meus pais não aceitam que eu tenha uma namorada que não é viva. Mas ela é minha âncora e sei que estaremos sempre presentes um para o outro”. Outro assume que o dinheiro pode mesmo comprar o amor e que a boneca melhorou sua qualidade de vida. “Pelo menos eu não tenho que me preocupar se ela vai engravidar ou me passar doenças”, completa.
No Brasil é possível encomendar uma dessas “bonecas do amor” Em média chegam ao País uma boneca por ano. Os preços variam um pouco, de acordo com o gênero. Os homens saem mais barato. Por 5 999 dólares é possível levar um garotão de silicone para casa: Moreno, de 1,76 metros de altura, 42 quilos e bem dotado. As mulheres são as mais valorizadas e saem em média por 6 700 dólares.
O cliente pode comprar um modelo pronto ou customizar. É possível escolher detalhes como a cor dos olhos, pele, cabelos e até os pelos pubianos. A matéria prima é o PVC, um tipo de plástico bem resistente, que permite colocar o boneco em todas as posições e até dentro d’água.

Será mesmo que os homens brasileiros experimentariam as bonecas que parecem mulheres de verdade?
“Eu acho ridícula essa história de boneca. Gosto mesmo é de mulher real”, diz um estudante paulistano de 19 anos. “Acho que esses caras precisam de ajuda. Não é normal e nem saudável não interagir com gente de verdade”, diz um analista de sistemas de Santa Catarina, de 24 anos. Para um jornalista de São Paulo, 32, o valor da boneca é que inviabiliza o fetiche. “Com R$ 15 mil dá para sair com muitas garotas de programas, com mulheres reais”, calcula. “Eu achei as bonecas sensacionais. E acho sim que o brasileiro gostaria de ter uma se pudesse. Eu teria”, afirma um empresário carioca de 33 anos. “Não acho que elas sejam melhores que as mulheres, mas digo que a chateação feminina incomoda um pouco”.

Leo
Leo

1 Comment

  1. Lenita Sousa disse:

    Acredito que muitos homens por fetiche ou não consumam destas bonecas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.