DEI PARA MEU VIZINHO GATO

“COISAS ERÓTICAS” – O 1º FILME PORNÔ BRASILEIRO
30 de outubro de 2017
MULHERES PELUDAS FOTOGRAFADAS POR NIKKI SILVER
6 de novembro de 2017
Show all

Era uma noite quente, passava das 22 horas, tinha tomado banho, estava só de calcinha e camiseta, resolvi colocar o lixo no hall de serviço. Como nesse horário não circula ninguém no andar, fui como estava vestida (ou quase peladinha). Lei de Murphy – O vizinho da frente teve a mesma ideia… Morri de vergonha, ele também não sabia o que fazer, para onde olhar, mas fixou os olhos nas minhas pernas, que são bem durinhas! (Sou uma morena, corpo sarado e apesar do meu 45 aninhos e cheia de tesão e com um corpão.)
Entrei rapidinho… Meu marido dormia no sofá. Confesso que aquela cena me deixou excitada… Mesmo porque meu vizinho é bem gato, mais novo, moreno alto, magro, 35 anos e já estávamos trocando olhares com ele fazia algum tempo.
Uma tarde dessas estava na varanda do apartamento olhando o “movimento” da piscina quando ele chegou, como sempre fazia aos domingos, só que dessa vez sozinho… Ele olhou para cima eu o cumprimentei e ele abriu um sorriso malicioso, riu e continuou tomando sol. Num determinado momento ele tirou a camisa, se molhou na ducha…  Estava muito quente eu por outro lado já estava pegando fogo!
Fui até a cozinha, tomei agua, voltei à varanda e ele me perguntou por que não descia para a piscina… Respondi que não dava, meu marido estava em casa, na verdade estava dormindo. (é o que ele mais faz).
Passei meu numero de telefone para falarmos pelo watzapp. Conversamos muito e ao final me contou que a mulher tinha viajado, ficaria fora uma semana… E brincou:
– Porque vc não vem me visitar?
Combinamos que em meia hora eu estaria lá!
Desliguei o telefone, disse ao meu marido que ia fazer a unha e fui tomar banho. Fantasiei aquele homem maravilhoso me pegando por trás, com força, puxando meus cabelos e acabei gozando no chuveiro.
Enquanto me vestia, fiquei pensando se era certo trair meu marido, apesar de que ele não me “comer” faz muito tempo. Sai pela porta da área de serviço e entrei no apartamento dele – como combinado a porta estava entre aberta – ele me agarrou e me beijou, disse que já fazia tempo que queria me pegar… Senti meu corpo estremecer e minha buceta ficar muito molhada. Sem perder tempo ele me sentou no sofá, abriu minhas pernas, arrancou minha calcinha e caiu de boca, gozei muito e ele lambeu até a última gota.


Pedi que me fodesse mais. Sem pensar duas vezes ele enfiou de uma vez a rola durinha na minha buceta encharcada, gemi forte e alto (tentei segurar, mas não consegui, até achei que o “vizinho” pudesse ouvir rsrs) Fiquei de quatro, pedi para ele meter a rola de uma vez, pois estava louca pra dar como uma cachorra. Ele me fodeu com força e enquanto metia me dava uns tapas na bunda. Quando senti que ia gozar de novo pedi que ele puxasse meus cabelos e me batesse com mais força, ele fez e gozou junto comigo. Foi muito bom, fazia tempo que eu não dava assim.
Deitamos um pouco, mas eu ainda não estava satisfeita, quando vi que ele estava se animando, levantei, fiquei de joelhos na frente dele e comecei a chupa-lo, para retribuir o prazer que ele tinha me proporcionado. Engoli o pau dele com vontade e ele foi ao céu. Depois de um tempinho, aproveitando que ele estava sentado, fui pra cima dele e sentei bem devagarzinho nele, ele me chamava de gostosa, puta, safada, e isso me deixava mais louca ainda. Não demorei muito e gozei, ele também gozou.
Ele disse que queria ficar comigo outras vezes, como transa foi maravilhosa, topei. Já faz mais de 3 meses que isso aconteceu, e transamos no mínimo, duas vezes por semana.

Leo
Leo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.